sexta-feira, 18 de maio de 2007

O que eu faço com esses números?


Tá certo que carro é importante... é um meio de tranporte, digamos , fundamental nos dias atuais.

Não sei vcs, mas sempre achei uma babaquice e perda de tempo, esses caras que passam o dia falando de carros, de "ponto num sei quanto".

Ou então aqueles caras que colocam um Som absurdamente potente no carro, e passam na rua parecendo um trio elétrico, e o cara dentro do carro com os tímpanos prestes a sangrar, mas continua lá naquele "Tuntsi, Tuntsi, Tuntsi, Tuntsi..." INFERNAL.

E os caras que gastam mais que o dobro do valor do carro, para mexer no carro, modificando ele inteiro? Pelo amor de Deus, isso talvez seja o extremo da burrice!


Mas descobri que isso era o que eu achava.


Lendo a Superinteressante de Março/2007, (download aí embaixo).

Descobri que o carro elétrico foi inventado em 1830, Henry Ford tinha projetos e chegou a fazer um Ford T elétrico, e a indústria desse tipo de veículo tinha tudo pra deslanchar, e adivinhem qual foi a razão para isso não acontecer?


O carro elétrico era muito silencioso, deixava o carro "feminino".


Já o carro movido a combustão, tinha um "ronco" o que o deixava "forte e masculino".


Bom, mais um vez a burrice se mostrou prevalecente, o projeto do carro elétrico foi abandonado, deixado para protótipos engraçado. E hoje temos esse planeta super poluído com a queima de combstíveis fósseis, graças a ignorância das pessoas que cultuam o carro!






Traço de audiência...
Tração nas 4 rodas
E eu ?
O que faço com estes números?
7 vidas... mais de mil destinos
Todos foram tão cretinos



Trecho de Números, Engenheiros do Havaií, Composição: Humberto Gessinger



Não é sobre isso, mas, se adequa!

Um comentário:

Negrito disse...

Vc tbm gosta de Engenheiros?!!? Pois afinal temos muitas coisas em comum... :)